Aveia Engorda

Sabemos da importância de se ter uma alimentação completa e nutritiva. Algumas pessoas buscam reduzir peso, outras desejam ganhar massa muscular e algumas só buscam mais bem-estar. Neste artigo, iremos apresentar um alimento muito saudável e vamos analisar se a aveia engorda ou se ela ajuda a emagrecer.

Como saber se a aveia engorda ou emagrece?
Estamos cada vez mais em busca de um estilo de vida saudável e também de conquistar e manter a boa forma. Quando as pessoas decidem fazer mudanças na alimentação, começam a analisar melhor os alimentos que consomem e passam a querer saber os benefícios de cada um deles.

Muitas pessoas perguntam se a aveia engorda pois precisam manter a alimentação equilibrada e de maneira saudável. Por ser uma alimento relativamente barato, ele está bastante presente no dia a dia e pode ser facilmente acrescentado a qualquer refeição.

Portanto, o que define se a aveia engorda ou não é o quanto deste alimento consumimos e qual o total de calorias diárias da nossa alimentação. Independentemente disto, a aveia é um alimento poderoso e contém muitos benefícios para a saúde.

Veja, a seguir, algumas das vantagens de consumirmos a aveia no dia a dia:

A aveia está entre os melhores alimentos para se acrescentar na alimentação por promover diversos benefícios à saúde devido ao seu alto teor de fibras solúveis, sendo, inclusive, considerado um alimento funcional.

Este é um cereal bastante nutritivo, contendo carboidratos saudáveis, alto teor de fibras, proteínas e muitas vitaminas como as vitaminas E, as vitaminas do complexo B, e minerais como o cálcio, o magnésio, o zinco, o cobre e o ferro, sendo consumido somente em sua forma integral, já que só sua casca é eliminada no processamento.

Quando comparada com outros cereais como o trigo, o arroz, o milho, a cevada e o centeio, por exemplo, a aveia apresenta valores nutricionais maiores, estando entre os cereais mais nutritivos.

Cada 100 gramas de aveia contém, aproximadamente, 380 calorias, sendo considerado um alimento de alto valor energético, tendo, em torno de 60% a 70% de carboidratos e 13% a 16% de proteínas. Também contém, em sua composição, diversos ácidos graxos essenciais como o ácido oléico e o linoleico.

A Mais Nova Tendência o Mingau de Aveia

Quem diria que o queridinho da alimentação (principalmente infantil), poderia agora ser um aliado na hora de perder peso, não é mesmo? O mingau de aveia é considerado agora uma das maiores tendências para quem está em busca de emagrecimento saudável.

A receita que começou lá com os avós, agora tem um diferencial: secar a barriguinha. Assim, o mingau de aveia se tornou ideal para perder os quilinhos que se acumularam com o passar dos anos de uma forma divertida, nostálgica e deliciosa! Porém, é claro que ele deve ser consumido com um pouco mais de cuidado, principalmente nas quantidades.

Mas, afinal, o que é que faz com que o mingau de aveia tenha se tornado assim, um emagrecedor? Um dos segredos da taci é que ela come aveia e todo o potencial para queimar as gordurinhas é encontrado no principal ingrediente do mesmo, a própria aveia. Isso ocorre pelo fato de que a aveia é riquíssima em fibras e, por isso, garante a saciedade ao indivíduo com maior facilidade, fazendo com que ele não fique com fome, controlando a alimentação.

Por outro lado, o mingau de aveia também controla a vontade incessável de comer doces, e se torna a melhor opção para os indivíduos que não vivem sem o docinho diário e querem perder as medidas.

Como vimos nesse artigo, a aveia engorda dependendo da maneira como você a ingere. Vimos que a aveia pode auxiliar tanto aqueles que querem reduzir peso quanto aqueles que querem ganhar massa muscular. Para quem busca uma vida com mais bem-estar e qualidade de vida, a aveia também é muito indicada por conter alto valor nutritivo.

Faça um bom treino de base

Faça um bom treinamento de base

Início do ano, período de recomeço para a maioria dos atletas. Ou um grande começo para você que quer começar a correr.

Escolhido objetivos, visto acertos e erros do passado, é hora de colocar ” o pé na estarada ” e começar a rodar.

Numa FASE BÁSICA de qualquer preparação, o ideal é dar ênfase a volume com pequena intensidade.

Dessa forma, dentro de um plano global, é hora de ser ” tartaruga “, ou seja devagar e sempre.

Aos iniciantes, uma adequação gradativa das cargas, subindo lentamente o volume semanal, com feedbacks da adaptação do organismo. Aos corredores de longa data, é hora de adequar um aperfeiçoamento maior nessa BASE.

Coloco isso, porque nada adianta fazermos treinos de rampa, musculação, circuitos, etc, se esses treinos não estiverem engrenados a uma fase posterior que dê sequência a ganhos iniciais.

Pontos importantes a serem vistos, é a rotina dessas sessões. Sugiro rodagens intercaladas com treinos de força, rampas e longos por tempo. Citando um exemplo da distribuição de uma semana de BASE:

Semana 01:
Seg – Day off
Ter – Rodagem 1
Qua – Circuito 1
Qui – Rodagem 2
Sex – Rampa 1
Sáb – Rodagem 3
Dom – Longo 1

Como faríamos essa distribuição :

Veja cada tipo de treino :

Rodagem 1 : ( às terças ) : de tempo constante, vai sempre abrir a semana. Deve ser feita em percurso plano, de forma agradável, ritmo lento.

Circuito 1 : ( às quartas ) : treino de RML para os grandes grupos musculares. Ideal ser mesclado com repouso ativo de corrida, afim de trazer uma melhor adaptação ao gesto da biomecânica correta. A cada semana, vai se exigindo mais dos exercícios, aumentando a carga ou diminuindo a recuperação.

Rodagem 2 : ( às quintas ) : de tempo variável, vai diminuir seu volume conforme a complexidade do treino do dia anterior. Quanto mais exigente for o circuito, menor a distância e o tempo dessa rodagem. Deve ter caráter recuperativo.

Rampa 1 : ( às sextas ) : de modo gradativo, vai aumentando o nível de exigência ( grau da rampa ) ao passar das semanas. Aconselho rampas de no mínimo 400 metros e no máximo 1000 metros . Deve-se fazer uma sessão de ( 10 a 4 x ) dependendo da distância da subida. Como recuperação trote lento. Aconselho a se atentar a biomecânica, fazendo elavações de joelho, e inclinando um pouco tronco para frente, diminuindo centro de gravidade para facilitar um melhor deslocamento.

Rodagem 3 : ( aos sábados ) : de tempo constante, o ideal é diminuir a exigência do percurso, se precavendo para o longo do dia seguinte. Facilitar uma ampla recuperação é a missão nesse dia.

Longo por tempo : ( aos domingos ) : sem ter preocupação com distância, pois aí se corrige algum cansaço exacerbado vindo da semana, o ideal é ir aumentando tempo a cada semana. Caso seu organismo esteja cansado, o mesmo correrá mais devagar, mas se sujeitará a um tempo de estímulo que sua musculatura aos poucos se adaptará. Sugiro aumentar 15 minutos a cada longo. Esse é o único treino que deve ter caráter crescente em toda fase básica. Livre para ser em percurso plano ou terrenos acidentados. Para visualizarem melhor, passo uma tabela de exemplo :

Semana 1:
Seg – Day off
Ter – Rodagem 50′
Qua – Circuito 1
Qui – Rodagem 60′
Sex – Rampa 10 x 400 mts
Sáb – Rodagem 45′
Dom – Longo 75′

Semana 2:
Seg – Day Off
Ter – Rodagem 50′
Qua – Circuito 2
Qui – Rodagem 50′
Sex – Rampa 8 x 500 mts
Sáb – Rodagem 45′
Dom – Longo 90′

Semana 3:
Seg – Day Off
Ter – Rodagem 50′
Qua – Circuito 3
Qui – Rodagem 40′
Sex – Rampa 4 x 1000 mts
Sáb – Rodagem 45′
Dom – Longo 105′

Semana 4:
Seg – Day Off
Ter – Rodagem 50′
Qua – Circuito 1
Qui – Rodagem 60′
Sex – Rampa 10 x 400 mts
Sáb – Rodagem 45′
Dom – Longo 120′

Gostaria de deixar claro, que treinamento é personalizado, e as citações acima, são meramente um exemplo de como poderíamos desenvolver um treinamento planejado quanto a distribuição de cargas.

Com essa distribuição, ou com alguma outra que também respeite a adaptação fisiológica do organismo frente a estímulos e recuperações,desenvolvemos uma fase de BASE bem estruturada, que suportará cargas mais intensas de treino, numa fase futura.

Acerola para emagrecer

Acerola, uma fruta muito saudável

A Acerola (Malpighia emarginata DC).

É originária das Antilhas, comumente conhecida como uma excelente fonte natural de vitamina C (ácido ascórbico) e é bem apreciada especialmente pelos adeptos da dieta saudável.

Além da vitamina C em abundância, essa fruta oferece carotenóides e polifenóis. A partir de agora, será ingrediente de sucos e refrescos daqueles que buscam emagrecer e ter uma boa saúde.

SUCO DE ACEROLA É SAUDÁVEL, REFRESCA E AJUDA A EMAGRECER

Qualidade de vida é uma das grandes metas do homem e da mulher modernos – 20 de fevereiro de 2014

A obesidade é uma doença metabólica e inflamatória, e é caracterizada pelo aumento de substâncias pró-inflamatórias, secretadas pelos adipócitos (células de gordura). Essas substâncias pró-inflamatórias podem levar ao aumento da pressão arterial, resistência à insulina, resultando em doenças cardiovasculares, diabetes e até alguns tipos de cânceres.

Nos últimos anos, muitos compostos bioativos das frutas foram isolados, mostrando efeitos anti-inflamatórios. Esses componentes benéficos têm mostrado resultado positivo na proteção da saúde, especialmente contra doenças relacionadas ao estilo de vida moderno.

Um estudo brasileiro recém publicado (04 de fevereiro de 2014), pelos pesquisadores DIAS,F.M, LEFFA, D.D e colaboradores, mostrou que a acerola, protege as proteínas envolvidas na reações de lipólise (favorecendo a perda de gordura corporal) e ajuda a reduzir a inflamação do organismo e também faz uma demolição digital.

A pesquisa foi publicada na revista Lipids in Health and Disease, os pesquisadores observaram os resultados em ratos, durante o período de quatro semanas. O estudo mostrou que o consumo de suco de acerola reduziu o nível de proteínas inflamatórias (TNFα) e aumentou a lipólise (quebra de gordura) nos ratos avaliados que receberam uma dieta altamente calórica.

Os pesquisadores concluíram que o suco de acerola pode prevenir o ganho de peso (considerando o peso corporal e quantidade de gordura corporal), como também ajudar no controle da Dislipidemia (considerando melhora dos níveis de triglicerideos), como também reduzir a inflamação do organismo. É importante lembrar que novos estudos ainda são necessários para entender melhor os mecanismos envolvidos nos efeitos benéficos associados com o consumo do suco de acerola.

A acerola (Malpighia emarginata ou Malpighia glabra), também conhecida popularmente como cereja-das-antilhas ou cereja-de-barbados, tem origem nas Antilhas, América Central e norte da América do Sul. Pertence à família das Malpighiaceae. No Brasil, o cultivo de acerolas teve um forte crescimento nos últimos vinte anos, sendo hoje uma importante cultura da Região Nordeste, com destaque principalmente na agroindústria de polpa de fruta congelada. Sua superfície é lisa ou dividida em três gomos. Possui três sementes no seu interior. O sabor do fruto é levemente ácido e o perfume é semelhante ao da maçã. Possui vitaminas A, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), cálcio, fósforo, ferro e, principalmente, vitamina C, que, em algumas variedades, chega a estar presente em até 5 gramas por 100 gramas de polpa. Este valor chega a ser oitenta vezes superior ao da laranja e ao do limão.
Esse efeito anti-inflamatório observado da ingestão do suco de acerola, pode ser atribuído à composição da fruta (polifenóis e vitamina C).

Valor Nutricional
Cada 100 gramas de acerola oferece em média *:
-Energia – 35 calorias
-Carboidratos – 7,6 gramas
-Proteínas – 0,4 gramas
-Gorduras – 0,3 gramas
-Vitamina C – 1.677 mg
-Vitamina A – 230 µg RE
*Fonte: Tabela para Avaliação de Consumo Alimentar em Medidas Caseiras. 5ª Ed. 2004

A acerola é mais consumida na forma de suco (polpa congelada ou crua), pois in natura é muito ácida e de difícil aceitação. Nos dias mais quentes, tomar suco é uma maneira saudável de se refrescar. No preparo caseiro, a fruta deve ser misturada com duas a três partes de água e batida no liquidificador. Com esse calor, que tal um suco refrescante de acerola? Tome com moderação, sem culpa, fique mais saudável e ainda emagreça.

Alimentos para ganhar massa muscular

Ganhar massa muscular não é um objetivo muito fácil de ser atingido, mas isso você já deve saber. Pois bem, e para crescer, é necessário que você coloque em prática uma série de tarefas de modo que em conjunto acelerem seu desempenho.

Uma das coisas que tem que fazer é escolher os alimentos certos para consumir. Pensando nisso, separamos alguns alimentos que ao serem inseridos em sua dieta de engorda, certamente lhe trarão resultados ainda melhores e muito mais rápido.

Porém, a grande maioria das dietas e alimentos não supre todas as necessidades do organismo, e é importante, portanto, suplementá-lo, principalmente com arginina e ornitina, além de boro e vitamina B. Abaixo, você poderá ver um suplemento que agrega tudo isso, trazendo o que realmente funciona para alavancar o ganho de massa.

Alimentos para ganhar massa muscular

Amêndoas – As amêndoas possuem altos níveis de alfa-tocoferol e vitamina E. Dois punhados por dia podem substituir facilmente um lanche e ainda ajudar a aumentar sua massa muscular. A vitamina E é responsável por combater radicais livres que são produzidos ao fazermos exercícios pesados. Quanto menos radicais livres em nosso corpo causando danos, mais rápido nosso corpo pode voltar ao crescimento dos músculos. Além de tudo isso, estudos indicam que comer amêndoas pode ajudar na proteção contra o Alzheimer, já que possui vitamina E.

Batata doce – O grande sucesso da batata doce nas dietas dos maiores caras do mundo deve-se ao seu baixo índice glicêmico (IG). Esse índice indica a velocidade com que o açúcar (glicose) vai parar na circulação assim que comemos, sendo assim, quanto mais baixo, melhor. Alimentos com baixo IG liberam energia mais lentamente, o que faz com que o pique para o treino seja mantido por mais tempo. Além disso possuem algumas vitaminas e nutrientes como vitaminas A e B, e minerais como o cálcio.

Feijão e outras leguminosas – Consumir ao menos uma porção de feijão, lentilha ou qualquer outro tipo de leguminosa por dia é muito importante para o corpo, ainda mais para quem pretende ganhar massa muscular de forma saudável. O feijão e cia é responsável por inserir em nosso corpo um aminoácido chamado “lisina”, que não pode ser produzida pelo nosso corpo, sendo necessária o consumo deste tipo de alimento. Esses aminoácidos não podem ser produzidos pelo nosso corpo, o que faz com que seja necessário o consumo deste tipo de alimento. A lisina é responsável por prevenir cáries, câncer e doenças degenerativas, diabetes e ajuda no controle do peso. Ou seja, quer ganhar massa muscular? Coma feijão e outras leguminosas!

Salmão – O salmão é um dos tipos de alimentos com alto índice de proteínas, além disso é cheio de ômega 3, gordura extremamente benéfica ao organismo da pessoa que pretende ganhar massa, e isso acontece pois ele produz hormônios que aceleram o crescimento muscular. Além disso, o ômega 3 ajuda no combate a doença ao coração e degenerativas como o mal de Alzheimer.

Ovo – Toda pessoa que pretende criar massa muscular de forma acelerada, não pode esquecer de inserir o ovo em sua dieta. Sem ovo, você provavelmente vai crescer com menos velocidade do que deveria. Apesar da carne ser mais eficiente na formação dos músculos, o ovo possui mais proteínas e tem uma grande vantagem: possui vitamina B12. A vitamina B12 é super importante justamente pelo fato de ajudar na contração dos músculos e na diminuição dos níveis de gordura no corpo. É basicamente dois em um. Comer ovo depois do treino ajuda a recompor as energias #fikadika

Iorgute – Para um pós-treino, o iorgute pode ser muito útil pelo fato de possuir muitas proteínas e carboidratos que acabam ajudando a você se recompor. Mas atenção, tem que ser um iorgute sem açucar, afinal, sua meta é ganhar massa muscular, e não recuperar tudo que acabou de queimar, assim você vai engordar! Os carboidratos do Iogurte associados a frutas, ajudam a aumentar os níveis de insulina equilibrando as taxas de açúcar no sangue e impedem a queima de massa muscular para repor energia perdida nos exercícios. Além disso o iorgute acelera o metabolismo, ajudando na queima de gordura.

Azeite de oliva – Carregado em gorduras monoinsaturadas (ômega-9) e poliinsaturadas o azeite diminui os níveis de TNF-alfa (age contra inflamações) que é uma proteína ligado ao enfraquecimento e desgaste dos músculos. Mais uma vantagem no consumo do azeite é o fato de que ele possui alto teor de gorduras saudáveis que afastam os riscos de doenças cardíacas, câncer de cólon, diabetes e osteoporose.

Água – Pouca gente sabe, mas a falta de água no organismo é altamente prejudicial, principalmente para quem pretende se tornar um maromba! Pois é, quanto mais hidratado nosso corpo estiver, mas acelerado será o crescimento da nossa musculatura. Um músculo com apenas 3% de desidratação, tem uma perda de 10% na força e de 8% na velocidade, ou seja, quando o músculo está desidratado você fica cansado muito mais rápido. Além disso, a água facilita a eliminação de toxinas pela urina, melhorando todo o funcionamento corporal. Em um estudo nos EUA, homens que beberam 5 ou mais copos de água por dia apresentaram 54% menos chance de sofrer ataques cardíacos fatais.

Café – Carregado em cafeína, o café melhora o desempenho, a concentração e a disposição para malhar. Além disso, os cientistas afirmam que o café ajuda na aceleração do crescimento dos músculos, ajudando a aumentar as repetições feitas nos exercícios e ajudando na queima de gordura. Beba um copo de café uns 30 ou 60 minutos antes de começar o exercício.

Para você que quer ganhar massa muscular e perder gordura localizada eu indico o guia alimentação fitness, neste guia você encontra várias receitas para tornar a sua dieta muito mais saudável e ficar com um corpo mais bonito.

Como perder o culote

Como perder culote

Depois da barriga, o culote é a maior preocupação da mulher. Por que esse danado tem tendência à acumular gordura. Mas fique tranquila, seus problemas acabarão com esses 8 infalíveis exercícios. #corpodesereia
Como perder culote: Mas onde eles estão localizados, os culotes?
Concretamente, os culotes (ou ancas) se situam logo abaixo da cintura. Os culotes estão em torno da articulação que liga a coxa ao quadril. E é geralmente nesse local onde as mulheres armazenam maior quantidade de gordura.

Como perder culote?
Ao falar em emagrecer, não existe muito segredo, a base é uma boa alimentação. E perder os culotes não é uma missão diferente: você deve manter uma alimentação equilibrada e praticar esportes regularmente.

Atividades esportivas que ajudam a perder o culote:

Para perder os culotes, você deve escolher uma atividade esportiva que seja baseada na musculação sem perder massa, opte por exercícios localizados.
Você pode, por exemplo, trabalhar os músculos abdominais na hidroginástica tonificando assim o abdômen e emagrecendo os culotes.
Você pode escolher entre:
Hidroginástica,
Jump
Natação

E em casa, tem como fazer alguma coisa? Tem! 😀

Exercício 1
Deitada no chão estique as pernas
Levante uma perna de cada vez certificando-se que o joelho não esteja flexionado.
Repita o exercício 10 vezes para cada perna.

Exercício 2
Apoiada nos joelhos e nos cotovelos, fazer o exercício de flexão de quadril
Levante a perna a 90° para o lado.
Fazer 3 séries de repetições de 10 movimentos para cada lado.

A gordurinha insiste em ficar?

Não se desespere! Existem massagens que ajudam a eliminar a gordura localizada, como por exemplo a drenagem linfática.

Dia do Profissional de Educação Física

Dia do Profissional de Educação Física

O Dia do Profissional de Educação Física é comemorado em 01 de setembro, data em que a lei que regulamenta a profissão entrou em vigor.

No dia 01 de setembro, comemora-se em todo o país o Dia do Profissional de Educação Física. Essa data, que tem como objetivo valorizar esse profissional, foi escolhida por coincidir com o dia em que entrou em vigor a lei 9696/98, que dispõe sobre a regulamentação da profissão e criou o Conselho Federal e os Regionais de Educação Física.

O profissional de Educação Física possui como função principal promover a saúde da sociedade por meio de atividades corporais. Segundo o Conselho Federal e os Regionais da área, é considerado um profissional de Educação Física aqueles que realizam as atividades de: “Professor de Educação Física, Técnico Desportivo, Treinador Esportivo, Preparador Físico, Personal Trainer, Técnico de Esportes; Treinador de Esportes; Preparador Físico-corporal; Professor de Educação Corporal; Orientador de Exercícios Corporais; Monitor de Atividades Corporais; Motricista e Cinesiólogo.”

Para trabalhar na área de Educação Física, é necessário ter curso superior e estar devidamente registrado no conselho. O registro só não é obrigatório para aqueles que trabalham com artes marciais, dança e yoga, atividades que não possuem como finalidade o condicionamento físico. A falta de registro, nos casos em que se faz necessário, configura o exercício ilegal da profissão.

O curso de Educação Física pode ser encontrado em duas modalidades: licenciatura e bacharelado. Pessoas que cursaram licenciatura podem atuar exclusivamente na Educação Básica, e aqueles que realizaram bacharelado podem atuar em todas as áreas que não forem ensino.

Muitas pessoas possuem a ideia errônea de que, ao realizar um curso de Educação Física, as disciplinas serão exclusivamente voltadas para a prática de esportes, danças ou condicionamento físico. Entretanto, é importante destacar que o estudante dessa área terá uma boa base de Biologia, com aulas voltadas para a anatomia e fisiologia do corpo. Além disso, quando se opta pela licenciatura, várias disciplinas da área da educação são realizadas, tais como psicologia e prática pedagógica.

Ao final do curso, o Profissional de Educação Física estará apto a promover a saúde da população, atuar no ensino, cuidar dos atletas, ajudar os idosos, cuidar das gestantes, proporcionar qualidade de vida para pessoas com deficiências, ajudar na recreação de hotéis e clubes, melhorar o condicionamento físico da população, entre várias outras atividades importantes.

A comemoração do Dia do Profissional de Educação Física é uma grande vitória para a categoria, pois demonstra que a cada dia a profissão está ganhando mais espaço e sendo valorizada.

Definição Muscular

Definição Muscular

A maioria das pessoas que fazem musculação têm o objetivo de definir os músculos. Mas, para conquistar a definição muscular é preciso ter muita dedicação, não só nos exercícios, mas também na alimentação diária. Seguindo as recomendações corretamente, é possível deixar o contorno dos diversos grupos musculares visíveis, deixando o formato do corpo mais bonito e sarado.

Como definir os músculos

Muitos homens e mulheres que desejam conquistar a definição muscular acabam desistindo de chegar ao objetivo desejado por não saberem as dicas fundamentais para definir os músculos. A maioria das pessoas acreditam que é preciso apenas emagrecer ou treinar várias horas por dia, só que não é bem assim. Antes de tudo é preciso trocar a gordura por massa magra, por isso não adianta apenas emagrecer, é preciso perder gordura corporal.

Isso porque os músculos só ficam visíveis quando reduzimos o percentual de gordura corporal, pois a gordura fica por cima dos músculos, impossibilitando a definição. Sendo assim, para conseguir a definição muscular de maneira eficaz e saudável é necessário seguir algumas recomendações muito importantes. Veja a seguir o que você deve fazer para ficar com os músculos definidos e conquistar o corpo dos seus sonhos!

Escolha os alimentos certos

A dica principal para quem deseja definir os músculos é se alimentar corretamente. Isso porque para que os músculos apareçam é preciso reduzir o índice de gordura corporal e aumentar a massa magra. E para isso, é preciso evitar o consumo de certos alimentos e aumentar a ingestão de outros.

Para aumentar a massa magra você pode incluir na sua alimentação iogurtes naturais ou com pouca gordura, ovos, carne vermelha magra, peixe, peito de frango, batata doce, arroz integral, feijão, tapioca, entre outros alimentos saudáveis. Além desses alimentos que ajudam no ganho de músculos também é importante consumir bastante verduras, legumes, frutas e gorduras do bem, como o azeite e castanhas.

Além de incluir esses tipos de alimentos na sua alimentação, para ganhar definição muscular é fundamental evitar ao máximo o consumo de alimentos altamente calóricos e gordurosos. Por isso, reduza o consumo de lanches, carnes gordurosas, frituras, pizza, embutidos, e também de doces, refrigerantes e alimentos industrializados. O ideal é consumir algum desses alimentos apenas uma vez por semana.

Faça as refeições a cada três horas

Além de escolher os alimentos certos, também é fundamental se alimentar em pequenas quantidades de três em três horas. Isso também é muito importante, pois quando ficamos muitas horas sem comer, o nosso organismo começa a estocar gordura, já que ele não sabe quando iremos nos alimentar novamente. Além disso, fazer várias refeições ao dia ajuda a manter o metabolismo acelerado, o que facilita a queima da gordura corporal.

Para seguir essa dica capriche no café da manhã, já que essa é a refeição mais importante do dia. Depois de três horas escolha alguma fruta para comer com 3 castanhas. Já na hora do almoço, aposte num prato colorido com uma proteína magra, bastante verduras e legumes, e não se esqueça do arroz integral com feijão. No lanche da tarde coma alguma coisa leve como um iogurte com fruta, por exemplo. E no jantar reduza as calorias ingeridas.

Faça uma avaliação física

Para saber o quanto exatamente de gordura você precisa eliminar, é fundamental fazer uma avaliação física, que pode ser feito por um profissional de educação física ou nutricionista. Além disso, é importante conversar com o profissional para saber qual percentual de gordura é ideal para o seu objetivo.

Não falte na academia

Uma das principais dicas para conquistar a definição muscular, sem dúvidas é seguir o treino à risca. Portanto, evite faltar na academia. A musculação é essencial para aumentar os músculos de tamanho e também para defini-los, mas também não podemos deixar de fazer exercícios aeróbicos para ajudar na queima de gordura. Além disso, os exercícios são essenciais, já depois que exercitamos o nosso organismo queima calorias por mais algumas horas, mesmo quando estamos de repouso.

Tome mais água

Para ficar com os músculos definidos, também não podemos esquecer da água que é fundamental nesse processo. Isso porque ela ajuda no aumento dos músculos, já que 70% dos músculos são formados por água. Portanto, tome no mínimo 2 litros de água por dia.

Para obter melhores resultados e conquistar o corpo dos seus sonhos, procure a ajuda de profissionais qualificados.